É sempre melhor comer saudável

Alguns indivíduos precisam de dietas mais restritas para começar a produzir suficientes cetonas, que são as moléculas responsáveis pela redução de gordura convertendo-a em energia.

A dieta cetogênica inclui muitas carnes (até mesmo as processadas), ovos, salsichas, queijos, peixes, nozes, manteiga, óleos, sementes e vegetais fibrosos. Por ser muito restritiva, é muito difícil segui-la por longo período de tempo.

Uma das principais críticas a esta dieta é que muitas pessoas tendem a comer muitas proteínas e gorduras de baixa qualidade em alimentos processados e poucas frutas e vegetais.

As pessoas com doença renal devem ter muito cuidado porque esta dieta pode piorar sua condição. No início, elas podem se sentir um pouco cansadas, enquanto outras podem ter mau hálito, náuseas, vômitos, constipação e problemas de sono.

A perda de peso é a principal razão pela qual alguns pacientes usam a dieta cetogênica.

Algumas pesquisas mostraram que há uma perda de peso mais rápida quando os participantes seguem uma dieta cetogênica ou muito baixa em carboidratos em comparação com os participantes que seguiram uma dieta menor em gordura tradicional ou mesmo em uma dieta mediterrânea. No entanto, a diferença de perda de peso parece desaparecer ao longo do tempo.

Uma das questões que causa controvérsia é o efeito da dieta nos níveis de colesterol, inicialmente você experimenta um aumento nos níveis de colesterol e vê uma queda alguns meses depois.

No entanto, não há pesquisa que analise os efeitos dessa dieta nos níveis de colesterol a longo prazo, por isso recomenda-se que, antes de seguir uma dieta popular, as pessoas devem aprender a criar um plano melhor de alimentação.

Deixe uma resposta